Carnaval custará 118 mil a Prefeitura de Tabira. Em Afogados, ninguém sabe ainda quem vem

download

Como acontece todos os anos Tabira fará também em 2015 um carnaval dos mais movimentados do interior. Mesmo em tempo de seca e crise a Secretaria de cultura preparou uma super programação.
 
Falando a Anchieta Santos na Rádio Cidade FM, o Secretário Edgley Freitas revelou que ao invés dos R$ 180 mil propagados na cidade, o custo do carnaval será de R$ 118 mil. A própria renda do baile municipal realizado no último sábado será revertida para a despesa do carnaval.
 
Afogados e mais um anúncio “em cima da festa”: Enquanto as cidades que tradicionalmente a festa já anunciaram sua programação, mais uma vez Afogados da Ingazeira retarda o anúncio, o que está virando moda em se tratando de eventos. Foi assim também na Expoagro e Festa do Reveillon ano passado, com o anúncio em cima da festa.
 
A programação do carnaval de Afogados da Ingazeira ainda é mistério. A promessa do Secretário Alessandro Palmeira foi de que seria divulgada até a realização do Baile Municipal. Praticamente dez dias depois,  ninguém falou nada. A última informação foi de que  faltava apenas a definição de atração da Fundarpe.Nill Junior/Pajeú AM

Amado Batista fica ferido após ser atingido por pedra e encerra show

169785_ext_arquivo

O cantor Amado Batista ficou ferido após ser atingido por uma pedra de gelo durante um show, no último domingo (8), em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ele cantou apenas duas músicas e, depois de ser agredido, encerrou a apresentação. Muitos fãs reclamaram da falta de estrutura da casa noturna, do atraso na apresentação e da falta de respeito ao cantor.
 
O morador de São Vicente Claudio Santana, de 45 anos, foi ao show com a esposa e uma amiga. Na mesma noite, se apresentaram ‘Buzão do Forró’, ‘Forró sem Preconceito’, ‘Ednilson Batista e Wesley dos Teclados. Segundo Santana, o show de Amado Batista atrasou e os outros grupos tiveram que tocar bem mais tempo do que o esperado. “Teve uma banda antes que ficou mais de duas horas no palco. O pessoal começou a ficar irritado. Todo mundo estava cansado e sofrendo com o calor. Por isso, começaram a vaiar”, conta.
 
Por volta das 4h15, o cantor Amado Batista começou o show. Ele teria cantado duas músicas e interrompido a apresentação. “Ele fez um sinal com a mão prometendo que ia voltar e cantar todas as músicas de sucesso. Quando voltou, cinco minutos depois, começaram a jogar latinha, objetos e uma pedra de gelo que foi bem na cara dele”, diz Santana, que gravou o momento em que rosto de Amado Batista começou a sangrar e o cantor fez um sinal de que o show estava encerrado.
 
Ainda segundo o morador, existiam seguranças na lateral do palco, mas nada foi feito para identificar os agressores. O público foi indo embora aos poucos. “Foi a primeira vez que fui ao show dele. Foi decepcionante. Eu acredito que foi culpa da casa, porque não estava suportando o número de pessoas. Tem ventiladores no local, mas não suporta o calor. Não tem condição nenhuma de fazer esse show”, reclamou Santana.
 
Outras pessoas utilizaram as redes sociais para reclamar dos problemas encontrados na casa e da agressão ao cantor. Uma das fãs que foi assistir ao show com a mãe cadeirante disse que houve desorganização e uma falta de informação aos clientes. Além disso, ela acusou a casa de não ter estrutura para esse tipo de show. Outras pessoas usaram a página oficial da casa para falar que esse foi o ‘pior show da vida delas’.
 
Casa se defende
 
De acordo com o proprietário da casa, Rogélio Alves, de 52 anos, o cantor realmente se atrasou e não deu justificativas. “Ele deveria subir no palco por volta das 3h. Ficamos esperando e ele não chegava. Até agora, estamos tentando entrar em contato com o escritório do cantor para sabermos o motivo do atraso. Tinham cerca de duas mil pessoas na casa e não houve nenhum outro incidente. Porém, o pessoal foi ficando revoltado, pois estava tudo certo para o show começar no horário e o Amado não cumpriu o acordo”, lamenta.
 
O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do cantor, mas até o fechamento desta reportagem não houve retorno nem esclarecimentos sobre o episódio.
Natural de Goiás, Amado Batista nasceu no dia 17 de fevereiro de 1951 em Davinópolis. O cantor começou a carreira em 1975 e já gravou 39 discos, vendendo 25 milhões de cópias. Seu mais novo trabalho se chama ‘O Negócio da China’, que traz quatro músicas inéditas.TH

BREJINHO, PROGRAMAÇÃO DA FESTA TRADICIONAL !!!

brejinho

Programação Completa da Tradicional Festa de Brejinho – PE 
Dia 23 Dia 24 D* 25
‪#‎OS_NONATOS‬ ‪#‎CAVALO_DE_AÇO‬ ‪#‎GABRIELDINIZ‬
‪#‎Delmiro_Barros‬ ‪#‎Forró_do_Amasso‬ ‪#‎Lenilson_Nunes‬
‪#‎Forrozão_Karkará‬ ‪#‎Pinga_Fogo‬ ‪#‎Banda_Feras‬
‪#‎Forró_Badauê‬

Eduardo: famílias de vítimas e PSB refutam Aeronáutica

campos

Familiares de vítimas e representantes do PSB questionaram o resultado das investigações da Aeronáutica que apontou a sucessão de falhas humanas como causa do acidente aéreo que matou o então candidato ao Planalto e presidente da legenda, Eduardo Campos, e outras seis pessoas em 13 de agosto de 2014, durante a campanha eleitoral daquele ano.
Conforme revelou o Estado, a apuração do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) concluiu que o piloto Marcos Martins não tinha treinamento para a aeronave Cessna 560 XL, que ele falhou no uso do “atalho” para acelerar o procedimento de descida e que sofreu “desorientação espacial”, inclinando o jatinho em direção ao solo quando acreditava estar voando para cima. As investigações não apontaram indícios de falhas técnicas ou de operação do sistema aeronáutico.
Surpresos com a conclusão da Aeronáutica, líderes do PSB cobraram explicações para o desligamento da caixa-preta de voz e querem saber a razão pela qual o piloto sofreu a “desorientação espacial” sem que os aparelhos do moderno Cessna Citation ou o copiloto Geraldo Magela Barbosa percebessem que o jatinho estava em movimento de descida, e não de subida. (De O Estado de S.Paulo – Daiene Cardoso e Isadora Peron)

Briga de vizinhos em São José do Egito

Figura1

A ROCAM foi acionada até a Rua Adalberto Veras, Bairro Planalto, São Jose do Egito onde a vitima Nara Betânia Silva de Almeida, 34 anos, amasiada, dona de casa informou que ter sido agredida verbalmente pelo acusado Jose Roberto Pires da Silva, 33 anos, casado, ajudante.
O acusado foi localizado em frente a sua residência e disse que a filha da vitima, que tem onze anos de idade, havia agredido sua filha que tem sete anos e que ao tomar conhecimento do fato foi até a casa da envolvida tomar satisfação, sendo iniciada uma discussão entre as partes, porém o mesmo afirma que foi embora em seguida, momento em que a envolvida chamou a polícia.
O imputado ainda informou que durante a discussão o mesmo foi chamado de noiado, drogado entre outras palavras.
Por outro lado a vitima também informou que foi chamada de prostituta, vagabunda e rapariga, e que o acusado disse que quando o marido da vitima retornasse à residência, da qual havia saído, caso fosse tomar satisfação do ocorrido, iria meter uma bala nele, na vitima e nos filhos da vitima, fato que o imputado confirmou perante o policiamento alegando estar de cabeça quente.
Diante dos fatos as partes envolvidas foram apresentadas a DP.

ACIDENTE NA NOITE DE DOMINGO DEIXA DOIS MORTOS EM SÃO JOSÉ DO EGITO

01 02

Noticias chegadas a nossa redação, sobre um acidente na PE 275 próximo ao Fórum de São José do Egito deixou duas vitimas fatais no final da noite de domingo. Segundo as informações, um corolla de cor prata da Bahia atropelou um mototaxista que conduzia um passageiro, os dois tiveram morte imediata no local. Já o  motorista do automóvel se evadiu do local do acidente.

Governo muda acesso a seguro-desemprego e outros benefícios

164973_ext_arquivoO governo federal anunciou nesta segunda-feira a edição duas medidas provisórias com regras mais rígidas para acesso a benefícios previdenciários e do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), como seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio doença. As medidas, que serão publicadas amanhã no Diário Oficial da União, devem gerar uma economia de R$ 18 bilhões aos cofres públicos em 2015.
As novas regras passam a valer amanhã e não atingem os atuais beneficiários. As medidas provisórias poderão, no entanto, ser alteradas pelo Congresso.
Entre as novas regras, está a adoção de uma carência para o acesso ao seguro-desemprego por novos trabalhadores. Pela proposta do governo, quem entrar no mercado de trabalho precisará ficar no emprego mais que os atuais seis meses para receber o auxílio em caso de demissão. No primeiro emprego, só poderá solicitar o benefício após 18 meses. Na segunda solicitação, a carência cai para 12 meses e só vai para 6 meses a partir da terceira solicitação.
As regras da pensão por morte também foram modificadas pelo governo. Além da adoção de dois anos de carência para o recebimento do benefício, a pensão será limitada para cônjuges jovens. O benefício vitalício só será concedido a partir de 44 anos, o que representa 86,7% das pensões concedidas. Em caso de 21 anos ou menos, a duração da pensão será de três anos.
O governo também criou a exigência de tempo mínimo de casamento ou união estável de dois anos para obter o benefício, exceto para casos em que a morte tenha ocorrido em função de acidente de trabalho depois do casamento (mas antes de dois anos) ou para o caso de cônjuge inválido.
O recebimento de abono salarial passa a ter carência de seis meses. Atualmente, quem recebe até dois salários mínimos tem direito ao benefício caso trabalhe mais de 30 dias. O seguro-defeso para pescadores (auxílio na época em que a pesca é proibida) também terá carência de três anos a partir do registro do profissional e terá fiscalização ampliada para evitar fraudes.
No auxílio doença, o prazo de afastamento do trabalho pago pelo empregador passa de 15 para 30 dias, de acordo com as novas regras divulgadas.
As mudanças foram anunciadas pelo ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, que negou retrocesso nos direitos trabalhistas. Durante a campanha eleitoral, a presidente Dilma Rousseff disse que não alteraria as conquistas dos trabalhadores “nem que a vaca tussa”.
“Os direitos estão preservados, mas algumas regras de acesso a esses programas sofrerão alteracões. Esses ajustes vão corrigir algumas distorções que já identificamos. Corrigir também alguns excessos, estamos buscando um alinhamento com os padrões internacionais”, disse o ministro.Terra

São José do Egito: alcoolizados homens arremessam tijolos e copos um no outro

Intermitente

A GT ordinária foi solicitada pela 3ª CPM, informando que na Rua 25 de agosto, Planalto, São José do Egito-PE estava ocorrendo uma confusão. Chegando ao local o policiamento flagrou os envolvidos H. E. da S., 29 anos e I. H. B. B., 28 anos, em vias de fato, atirando tijolos e copos um no outro. Os imputados apresentavam sinais de embriaguez alcoólica, os mesmos foram detidos e conduzidos a DP local, onde responderão TCO.

“Cheias do mé”, mulheres trocam agressões em Santa Terezinha

Briga de Mulher

Foto meramente Ilustrativa

A GT ordinária foi solicitada por populares informando que as envolvidas Maria do Socorro Firmino de Oliveira, 29 anos, solteira, agricultora, moradora da Rua Luiz Ferreira de Andrade, n° 14, Centro, Santa Teresinha e Adriana Felipe Barros, 33 anos, residente na Trav. Afonso Ferreira Neto, Centro, haviam entrado em vias de fato.
No local o policiamento constatou que as mesmas demonstravam visíveis sinais de embriaguez alcoólica, bem como, apresentavam marcas de agressões mútuas. Diante dos fatos as imputadas foram conduzidas a D.P.Rádio Pajeú

Orçamento de 2015 estima salário mínimo em R$ 790

11-12-2014-09-49-36

Proposta foi aprovada na Comissão Mista de Orçamento, mas votação no plenário ficou para o próximo ano

Brasília (DF) – Parlamentares da Comissão Mista de Orçamento (CMO) chegaram a um acordo e aprovaram por unanimidade, na noite de segunda-feira (22), a peça orçamentária de 2015. Os relatórios setoriais, que compõem o orçamento, foram aprovados no mesmo dia. Contudo, a tramitação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LOA) no Congresso Nacional só será finalizada em 2015, após análise no plenário.

O parecer final com todos os ajustes negociados pelos parlamentares está em fase de elaboração.  Nele, o salário mínimo será de R$ 790 a partir de 1º de janeiro, um aumento de 9,1% em relação aos atuais R$ 724. O texto também destinará R$ 3,9 bilhões aos estados que não podem cobrar ICMS na exportação de seus produtos (Lei Kandir).

Os reajustes aprovados na semana passada para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), procurador-geral da República, deputados e senadores também estão previstos no orçamento de 2015, e o texto destina R$ 900 milhões para essa finalidade. Além disso, a proposta aprovada na CMO incorpora R$ 9,7 bilhões em emendas individuais de deputados e senadores, que terão execução obrigatória em 2015.

* Com informações da Agência Câmara.

Página 1 de 212